TOP 6 ANABOLIZANTES COM MENOS COLATERAIS

Hoje nós vamos ver os top 6 anabolizantes com menos colaterais . Se você também tem essa dúvida fique até o final que você vai saber tudo hoje.


Atenção: As mensagens contidas em todas as postagens aqui no nosso blog não possuem o objetivo de substituir orientação de um profissional (independente da sua área de atuação). O post é informativo. Qualquer rotina iniciada por conta própria é de responsabilidade SUA.



Pessoal antes de continuarmos com esse post gostaríamos de convidar você para o clube de MEMBROS VIP. Se você está pensando em realmente mudar o seu corpo e leva-lo para outro patamar de físico você, primeiro, precisa de saber o que está fazendo, certo?

No clube de membros exclusivos você terá informações COMPLETAS e DETALHADAS sobre:

  • Diversos tipos de recursos ergogênicos

  • Tipos de protocolos para incitantes

  • Quais as melhores combinações de drogas

  • Quais os colaterais que você pode esperar de determinada substância

  • Quais os melhores medicamentos para serem usados na TPC

  • Como fazer uma TPC de maneira correta

  • Whey, malto, gluta e outras paradas...

Enfim uma série de conteúdos TOP preparado exclusivamente para você que quer evoluir o seu físico.



Colocamos o clube de membros em um valor superacessível para todos, 15 reais. Isso dá bem menos de 1 real por dia e ainda colocamos 7 dias gratuitos para você usar o clube. Sejamos francos ,um valor ridiculamente barato e com informações ESSENCIAIS para quem realmente quer entender sobre esteroides anabolizantes de uma forma clara e objetiva e está pensando em levar a sério o seu desenvolvimento corporal.


Toda semana colocamos para você postagens novas, totalmente detalhadas e organizadas, para que você possa ter tudo em um só lugar e não tenha que ficar mais caçando informação pela internet.


Então fica a dica para quem quer ajudar o blog a crescer cada vez mais e ter muito conteúdo de qualidade por menos de 1 real pode dia e com 7 dias gratuitos só clicar aqui nesse link e ajudar o seu blog maromba crescer.



NÚMERO: 6 OXANDROLONA

Vocês achavam que oxandrolona seria o número 1 da lista não é mesmo? Mas não é. Oxandrolona fica no número 6. Em termos de colaterais a oxandrolona ocupa nossa sexta posição.


É uma droga bastante leve e muito versátil. Cabe em bulking e em cutting. Pode ser utilizada por homens e por mulheres, do iniciante ao avançado e é bem tolerado em dosagens altas.

Estima-se que uma dosagem padrão de oxandrolona tem a mesma toxicidade parta o fígado que uma taça de vinho o que você pode entender que não é tão forte mesmo assim.


Claro que não quero colocar o endeusamento da oxandrolona que ela é uma droga, esteroides anabolizantes ela causa colaterais, causa inibição do eixo hormonal, pode masculinizar as mulheres então pense bem antes de utilizar. Lembrando sempre que médicos podem prescrever essa droga então você pode conseguir fazer o uso de uma forma razoavelmente segura procure alguém capacitado.


NÚMERO 5: PRIMOBOLAN


Nosso número 5 é o primobolan. Acredite ou não, mas primobolan é mais leve e também muito parecido com a oxandrolona em termos de valor androgênico na casa dos 20/100, ou seja, as mulheres se dão bem também com ele, e é a droga favorita do arnold schwarznegger.

É uma droga que mesmo em uma dosagem bastante alta não parece alterar muito o TGO e TGP ainda que altere e por que ela está na frente da oxandrolona? Porque existe uma versão injetável dela. Portanto como a oxandrolona não tem uma opção injetável a gente acaba por ter uma suavidade maior dos seus efeitos né em termos de colaterais, mas com os valores anabólicos razoavelmente parecidos com os da oxandrolona.

É uma droga de poder estético bastante relevante.


NÚMERO 4: MASTERON


Ela também tem um valor androgênico baixo, não estraga muito perfil lipídico, tem oral e injetável, logo só pode ser a masteron. já falamos um pouco dela aqui


É um esteroide anabolizante um pouquinho mais suave é ponderada que as anteriores. Uma dose alta não mostra grandes complicações. Um grande lance da masteron é que ela não é tão popular assim como a primobolan também não é tão popular.



O único problema dela é que é uma droga muito caro e assim tem um risco de falsificação alto. muitas são vendidas no mercado como estanozolol ou alguma coisa do tipo que causa justamente o efeito inverso. Já que essas drogas tem um efeito colateral diferente da masteron.

Por sinal temos um post aqui no blog falando sobre as drogas com maior poder destrutivo, com maiores colaterais. Vale a pena você dar uma lida. Dessa forma você pode comprar uma coisa receber outra.

OXANDROLONA como usar

Antes que você comece usar qualquer tipo de recurso ergogênico e gaste tubos de dinheiro em qualquer substância que você não tem garantia da procedência , sugerimos que você leia o livro digital: Guia dos venenos. O melhor anabolizante sempre será o conhecimento.


O E-book: Guia dos venenos tem diversas informações que você poderá usar sobre:

  • Os principais recursos hormonais

  • Informações sobre TPC

  • Dicas de como começar o seu 1º ciclo

  • Anabolizantes femininos

  • e muito mais

Material totalmente dedicado a esse tema. Você aprenderá MUITO e não terá mais que ficar caçando informação pela internet. Antes de tomar qualquer decisão sobre recursos ergogênicos sugiro que adquira esse e-book. Está no valor de 30 reais e ainda pode ser dividido em 3x com garantia de 7 dias. Sejamos francos ,um valor ridiculamente barato e com informações ESSENCIAIS para quem realmente quer entender sobre esteroides anabolizantes de uma forma clara e objetiva. É bem menos do que você gasta no final de semana com cerveja, por exemplo. Com a vantagem de que é um conhecimento que você terá eternamente. Comprando o e-book você também ajuda nosso blog a crescer, então fica a dica ai para quem quer ajudar.



NÚMERO 3: TESTOSTERONA


Agora vocês vão chiar, tenho certeza absoluta. Onde que testosterona é mais leve que oxandrolona e primobolan? Então meus jovens, sim a testosterona é mais leve a depender da dosagem.


Claro quando faz um ciclo de 600 miligramas de testo por semana é óbvio que vai ser mais agressivo porque é uma dose supra fisiológica. Mas por que ela aparece em terceiro lugar? Porque a testosterona é um hormônio natural do corpo do homem e da mulher. Nas mulheres em menor proporção é verdade. No caso das meninas realmente o uso como efeito ergogêncio da testosterona não é tão indicado mas para os rapazes é um hormônio natural do seu corpo.

As testosteronas não têm o metabolismo hepático, a não ser que ela seja metilada (metil testosterona), não é o caso. Cipionato, enantato, propionato você não tem grandes complicações hepáticas com ela, mas claro que tem uma exigência renal dela é de termos de excreção, porém a gente está falando de um hormônio dose dependente em termos de colaterais, como todos os outros é verdade, mas veja só dá para utilizar testosterona sem colateral nenhum fazendo uma reposição.

Uma oxandrolona você consegue usar sem colateral nenhum? Não consegue. Então no caso da testosterona ela vem na frente por causa disso pense bem na dosagem.



Você vê muitos atletas utilizando in cruize mais ou menos 200 miligramas por semana, o que vai ficar por volta de 1200 nanogramas por decilitro de testosterona. Isso parece ser razoavelmente bem aceito pelo corpo com colaterais muito pequenos e mantendo uma performance interessante num treino cruise que é justamente manter os ganhos de um blast.

Não estou dizendo que esse protocolo serve para todo mundo não, mas a maioria dos atletas utilizam mais ou menos nessa dosagem. Claro, subiu a testosterona, subiu colateral, mas ainda assim é um hormônio que é mais natural para o corpo por isso ela está em terceiro lugar.



NÚMERO 2: OSTARINE


Esse é um SARM, já falamos mais sobre isso aqui.

A ostarine é um SARMS muito levinho muito bom para mulheres homens iniciantes. Mas a regra é clara: Se a droga é boa dá colateral se é boa pra caramba da colateral pra caramba. Não tem como driblar essas coisas no fármaco cinético. Então claro, se ostarine causa pouco efeito colateral automaticamente o seu resultado também é menor, assim como quase todos os sarms.



NÚMERO 1: PROVIRON

Esse provavelmente não saiba que é um esteroide anabolizante, talvez nunca ter ouvido falar ou se ouviu falar show que era para TPC ou qualquer coisa do tipo que é o proviron.

O PROVIRON é sim um esteroide anabolizante mais fraco que tem e em termos de colaterais o que obviamente você já associa a um efeito estético muito baixo. Ele não causa supressão do eixo e basicamente a sua forma de funcionamento é se ligando uma molécula que se ligaria na testosterona. Então sua testosterona total fica igual mas a livre aumenta e isso pode gerar um efeito ergo gênico.

Não quer dizer que não tem colateral, não quer dizer que você pode tomar o ano inteiro, não quer dizer que você pode sair comprando que é de boa, mas é sim o esteroide anabolizante mais fraco que existe pelo menos até o dia de hoje.


SAIBA MAIS :


Então gostou dessa postagem?


SIM, NÃO , MAIS OU MENOS? Compartilhe com os amigos , mande-nos uma mensagem, siga-nos nas nossas redes sociais. Se você gostou dessa postagem deixe seu comentário, inscreva-se no nosso canal do youtube e siga a gente no Instagram. Se quiser, entre em contato conosco para ter a sua assessoria online.

Um abraço!

E até a próxima!



  1. William Llewellyn (2011). Anabolizantes . Molecular Nutrition Llc. pp. 517–. ISBN 978-0-9828280-1-4.

  2. ^ Vá até:a b chttps://www.drugs.com/international/dromostanolone.html[ link morto permanente ]

  3. ^ Kicman AT (2008). Pharmacology of anabolic steroids . Br. J. Pharmacol . 154 (3): 502–21. doi : 10.1038 / bjp.2008.165 . PMC 2439524 . PMID 18500378 .

  4. ^ Vá até:a b Ringold, HJ; Batres, E .; Halpern, O .; Necoechea, E. (1959). "Steroids. CV.12-Methyl and 2-Hydroxymethylene-androstane Derivatives". Jornal da American Chemical Society. 81(2): 427–432. doi:10.1021 / ja01511a040. ISSN 0002-7863.

  5. ^ Vá até:a b William Andrew Publishing (22 de outubro de 2013). Pharmaceutical Manufacturing Encyclopedia, 3rd Edition . Elsevier. pp. 1402–. ISBN 978-0-8155-1856-3.

  6. ^ Vá até:a b Steven B. Karch, MD, FFFLM (21 de dezembro de 2006). Drug Abuse Handbook, Second Edition . CRC Press. pp. 30–. ISBN 978-1-4200-0346-8.

  7. ^ "Livro alaranjado: Produtos de droga aprovados com avaliações de equivalência terapêutica" . www.accessdata.fda.gov . Página visitada em 2016-03-15 .

  8. ^ "Drostanolona (PIM 901)" . www.inchem.org . Página visitada em 2016-03-15 .

  9. ^ Vá até:a b c d e J. Elks (14 de novembro de 2014). O Dicionário de Drogas: Dados Químicos: Dados Químicos, Estruturas e Bibliografias . Springer. pp. 652–. ISBN 978-1-4757-2085-3.

  10. ^ Vá até:a b c d e f g Index Nominum 2000: International Drug Directory . Taylor e Francis. Janeiro de 2000. pp. 377–. ISBN 978-3-88763-075-1.

  11. ^ Vá até:a b I.K. Morton; Judith M. Hall (6 de dezembro de 2012). Dicionário conciso de agentes farmacológicos: propriedades e sinônimos . Springer Science & Business Media. pp. 106–. ISBN 978-94-011-4439-1.

  12. Pedro Ruiz; Eric C. Strain (2011). Lowinson and Ruiz's Substance Abuse: A Comprehensive Textbook. Lippincott Williams & Wilkins. pp. 358–. ISBN 978-1-60547-277-5.

  13. ^ Jump up to:a b c d e f J. Elks (14 November 2014). The Dictionary of Drugs: Chemical Data: Chemical Data, Structures and Bibliographies. Springer. pp. 784–. ISBN 978-1-4757-2085-3.

  14. ^ Jump up to:a b c d e f g Index Nominum 2000: International Drug Directory. Taylor & Francis. 2000. pp. 659–661. ISBN 978-3-88763-075-1.

  15. ^ Jump up to:a b c I.K. Morton; Judith M. Hall (6 December 2012). Concise Dictionary of Pharmacological Agents: Properties and Synonyms. Springer Science & Business Media. pp. 178–. ISBN 978-94-011-4439-1.

  16. ^ Jump up to:a b c d e f ghttps://www.drugs.com/international/metenolone.html

  17. ^ Jump up to:a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t William Llewellyn (2011). Anabolics. Molecular Nutrition Llc. pp. 633–. ISBN 978-0-9828280-1-4.

  18. ^ J. Larry Jameson; Leslie J. De Groot (25 February 2015). Endocrinology: Adult and Pediatric E-Book. Elsevier Health Sciences. pp. 2388–. ISBN 978-0-323-32195-2.

  19. ^ Jump up to:a b Kicman AT (2008). "Pharmacology of anabolic steroids". Br. J. Pharmacol. 154 (3): 502–21. doi:10.1038/bjp.2008.165. PMC 2439524. PMID 18500378.

  20. ^ Kennedy, B. J.; Yarbro, John W. (1968). "Effect of methenolone enanthate (NSC-64967) in advanced cancer of the breast". Cancer. 21 (2): 197–201. doi:10.1002/1097-0142(196802)21:2<197::AID-CNCR2820210207>3.0.CO;2-R. ISSN 0008-543X. PMID 4952912.

  21. ^ Notter, G. (1975). "Treatment of Disseminated Carcinoma of the Breast by Metenolone Enanthate". Acta Radiologica: Therapy, Physics, Biology. 14 (6): 545–551. doi:10.3109/02841867509132696. ISSN 0567-8064. PMID 1224996.

  22. ^ van Breda E, Keizer HA, Kuipers H, Wolffenbuttel BH (Apr 2003). "Androgenic anabolic steroid use and severe hypothalamic-pituitary dysfunction: a case study". Int J Sports Med. 24 (3): 195–196. doi:10.1055/s-2003-39089. PMID 12740738.

  23. Miller CP, Shomali M, Lyttle CR, O'Dea LS, Herendeen H, Gallacher K, Paquin D, Compton DR, Sahoo B, Kerrigan SA, Burge MS, Nickels M, Green JL, Katzenellenbogen JA, Tchesnokov A, Hattersley G (February 2011). "Design, Synthesis, and Preclinical Characterization of the Selective Androgen Receptor Modulator (SARM) RAD140". ACS Medicinal Chemistry Letters. 2 (2): 124–9. doi:10.1021/ml1002508. PMC 4018048. PMID 24900290.

  24. ^ Yin D, Xu H, He Y, Kirkovsky LI, Miller DD, Dalton JT (March 2003). "Pharmacology, pharmacokinetics, and metabolism of acetothiolutamide, a novel nonsteroidal agonist for the androgen receptor". The Journal of Pharmacology and Experimental Therapeutics. 304 (3): 1323–33. doi:10.1124/jpet.102.040832. PMID 12604713.

  25. ^ Kearbey JD, Gao W, Narayanan R, Fisher SJ, Wu D, Miller DD, Dalton JT (February 2007). "Selective Androgen Receptor Modulator (SARM) treatment prevents bone loss and reduces body fat in ovariectomized rats". Pharmaceutical Research. 24(2): 328–35. doi:10.1007/s11095-006-9152-9. PMC 2039878. PMID 17063395.

Posts recentes

Ver tudo

TERAPIA PÓS-CICLO COM CLOMID

Ao planejar seu ciclo de TCP, Clomid é um dos nomes de drogas mais comuns que você verá mencionado por fisiculturistas experientes. É muito comumente incluído na terapia pós-ciclo por razões que abord

GUIA COMPLETO SOBRE CICLOS DE TESTOSTERONA

A testosterona é rei quando se trata de esteroides anabolizantes. A maioria dos esteroides anabolizantes de que você ouviu falar é uma forma derivada sintética da testosterona. Esse hormônio aumenta o