PRIMEIRO CICLO DE ESTEROIDES ANABOLIZANTES PARA INICIANTES


PRIMEIRO CICLO DE ESTEROIDES  ANABOLIZANTES PARA INICIANTES
Saiba tudo sobre esteroides para iniciantes

⚠ ATENÇÃO: MUITO IMPORTANTE ⚠

  • ESSA POSTAGEM NÃO TÊM INTUITO DE LHE ORIENTAR A FAZER NADA. É APENAS PARA INFORMAR SOBRE RECURSOS ERGOGÊNICOS E O SEU MODO DE UTILIZAÇÃO.


  • BUSQUE UM MÉDICO PARA QUE ELE LHE ORIENTE DA MELHOR MANEIRA POSSÍVEL.


  • NÃO FAÇA NADA SEM ACOMPANHAMENTO MÉDICO. NAÕ TENHA ESSAS INFORMAÇÕES COMO REGRA. SEMPRE PROCURE UM PROFISSIONAL DA ÁREA PARA LHE ORIENTAR.


  • ESSA POSTAGEM É APENAS PARA INFORMAR, REFORÇANDO, NÃO FAZEMOS APOLOGIA A NADA.


  • NAÕ COMERCIALIZAMOS NENHUM TIPO DE SUBSTÂNCIA ERGOGÊNICA.


Hoje falaremos sobre alguns ciclos seguros e conservadores, que normalmente os médicos prescrevem. Falaremos também Sobre Como fazer um primeiro ciclo mais conservador e com menos colaterais. Porém, Primeiro você deve entender que não é sem colaterais, mas sim com menos colaterais possíveis, entendendo isso você entenderá porque foi escolhido essas duas drogas como iniciantes.


Pessoal antes do continuarmos com a postagem gostaria de lembrar para vocês que temos uma área de membros com informações completas sobre recursos ergogênicos.


Sugerimos que você passe na nossa área de membros VIP para ter acesso a todas as informações de forma completa. O melhor anabolizante sempre será o conhecimento.

A área de membros VIP tem diversas informações que você poderá usar sobre:

  • Os principais hormônios utilizados

  • Como fazer uma Terapia Pós-Ciclo

  • Dicas de como começar o seu 1º ciclo

  • Tudo sobre Anabolizantes femininos

  • e muito mais

Material totalmente dedicado a esse tema e totalmente completo e revisada com vasta riqueza de detalhes perfeitos para você.


Você aprenderá MUITO e não terá mais que ficar caçando informação pela internet. Antes de tomar qualquer decisão sobre recursos ergogênicos sugiro que faça parte da nossa área de membros.


Está no valor de R$39,90, o que dá menos de 2 reais por dia, e ainda possui 7 dias gratuitos.


Sejamos francos, um valor ridiculamente barato e com INFORMAÇÕES ESSENCIAIS para quem realmente quer entender sobre esteroides anabolizantes de uma forma clara e objetiva.


É bem menos do que você gasta no final de semana com cerveja, por exemplo. Com a vantagem de que é um conhecimento que você terá eternamente.


Pense que com essa área de membros você economizará tempo e esforço e saberá exatamente o que poderá ser mais adequado para você, dependendo dos seus objetivos e ainda poderá trocar informações com outras pessoas que estão na mesma situação que você.


Participando da nossa área de membros você também ajuda nosso blog a crescer, então fica a dica ai para quem quer ajudar no crescimento do blog e ter informação de qualidade.


Pronto pessoal, jaba efetuado vamos voltar a postagem.



Agora vamos ao post. Os esteroides anabolizantes nada mais são, do que um medicamento para fins terapêuticos. O que acontece é que, algumas pessoas, fazem utilização para fins estéticos. Você encontrará algumas opiniões conflitantes sobre qual é a melhor maneira de fazer o seu primeiro ciclo de esteroides, mas em geral os dois ciclos que mostraremos aqui são os mais comuns. E, assim como acontece com a maioria dos esteroides, a resposta do que é melhor para você é: dependerá de você como indivíduo.


É fácil ganhar 9kg ou 13kg de músculo durante um primeiro ciclo, mesmo se a pessoa tiver conhecimento limitado de esteroides, nutrição e treinamento. Isso demonstra o poder dos esteroides anabolizantes.


Assim, o primeiro ciclo de esteroides de uma pessoa deve ser o mais seguro possível, para minimizar os efeitos colaterais já que o corpo é completamente novo para compostos potencialmente perigosos.


Frequentemente ocorrem efeitos colaterais perigosos quando compostos altamente tóxicos são usados ​​ (como Anadrol, trembolona e outros). O abuso de esteroides ao tomar altas doses e administrar o esteroide por muito tempo são grandes erros, que certamente levarão a problemas de saúde. Por isso, reforçamos: não incentivamos ninguém a utilizar anda. Não usem esteroides sem acompanhamento médico. Não usem se não souberem o que estiverem fazendo. Consultem um médico e façam exames. O seu médico saberá a forma correta de lhe orientar.




Uso de esteroides anabolizantes


Selecionar um esteroide de meia-vida mais curta para o primeiro ciclo torna mais fácil superar quaisquer efeitos colaterais iniciais quando o esteroide é eliminado do seu sistema. Encontrar um equilíbrio entre resultados eficazes e efeitos colaterais leves é importante para um iniciante. Isso significa manter a dosagem moderada e considerar cuidadosamente quais compostos usar primeiro. Você pode ler mais sobre isso nesse guia.


O maior fator em que você provavelmente está pensando é “ Eu uso orais ou injetáveis? “. Os orais são, sem dúvida, muito menos assustadores do que injetar algo com a agulha pela primeira vez, mas limita significativamente os compostos que você poderá usar, além de quanto tempo você poderá usá-los. Embora os orais sejam mais fáceis de tomar, eles têm efeitos colaterais tóxicos para o fígado.



Qualquer que seja a forma que você decida usar para o seu ciclo de iniciante, o próximo passo é descobrir com quais compostos esteroides você vai começar.


Primeiro ciclo de esteroide (testosterona)


Você nunca usou esteroides antes, então mergulhar fundo em grandes doses de anabolizantes o coloca em um alto risco de as coisas não correrem bem. Dessa forma, um dos ciclos mais recomendados que vemos são os ciclos com testosterona. Esse primeiro protocolo contará apenas com testosterona.


  • 200 mg de Cipionato de testosterona / de 3 em 3 dias.


O que vai dar quase 500 mg de testosterona na semana. Como proteção, poderá ser utilizado, o anastrozol 1mg, dia sim, dia não. E aqui já cabe um comentário: Porque que foi utilizado 1mg dia sim, dia não, e não um miligrama por dia? Porque esse é um ciclo de bulking, e o estradiol tem um efeito anabólico. Então quando você controla o estradiol, você acaba diminuindo a potência do seu ciclo. Lembre-se que o estradiol alto pode resultar em ginecomastia. Com o seu estradiol muito alto você pode, por exemplo, ter uma lubrificação articular muito boa. Isso é uma coisa positiva nos treinos. Esse e-book fala mais sobre isso.


Porém, quando falamos de estradiol muito baixo, estamos falando, por exemplo, de uma articulação ressecada. Isso aumenta o risco de lesão, porque você aumenta a força devido ao aumento de testosterona e a articulação fica mais ressecada. Por isso que, quanto mais alto o estradiol ficar, mais a pele ficará oleosa. Quanto mais baixo o estradiol ficar, mais a pele ficará ressecada. Então o estradiol, tem que estar no ponto certo.



Essa opção moderada de usar testosterona nos primeiros ciclos em doses médias de cerca de 500 mg por semana fará com que não aja há necessidade de adicionar quaisquer outros compostos neste primeiro ciclo; em vez disso, você está apenas avaliando exatamente o que a testosterona fará por você sem a influência de outros compostos.


Então, em ciclos futuros, você pode adicionar outro composto para aumentar os ganhos. Embora esse seja o caminho mais conservador a ser seguido por um novato, ele apresenta riscos muito menores. E como é apenas um primeiro ciclo, pode ser pensado como uma introdução; você terá muito mais chances no futuro de experimentar outros compostos em ciclos mais complexos.


Lembrando quando falamos de ciclo de esteroides anabolizantes, temos que imaginar um ciclo aberto para que, caso comecem a aparecer efeitos colaterais nas primeiras semanas de uso, possamos entrar com alguns recursos extras e controlar isso e evitar efeitos desagradáveis como ginecomastia.

Ginecomastia só dá em dois casos. Em abusadores de esteroides e leigos, e, normalmente, uma combinação dos dois juntos a. Porque o conhecimento não deixa a ginecomastia acontecer.


Se notarmos que o estradiol está subindo, temos como controlar, se for a prolactina temos como controlar. Logo tudo tem controle. Só vai dar ginecomastia se realmente a pessoa não souber o que estiver fazendo.


Por isso que alertamos sempre, procure seu médico na hora de fazer utilização de qualquer tipo de medicamento. Não deixe de fazer uma consulta no seu médico. Não use esse tipo de substância por conta própria.

O seu médico vai saber como controlar possíveis colaterais.


Testosterona é um hormônio que já é natural do nosso corpo, mas numa quantidade muito maior vai nos levar a ter efeitos colaterais.


Porém, por exemplo, nesse ciclo, nós não temos um problema, o hepático. Isso é uma grande preocupação de todo mundo justamente porque a testosterona não tem esse metabolismo hepático, não tem grande poder de subir transaminases, glutâmicas, pirúvica e oxalacética.


Assim sendo, um ciclo de testosterona é de longe o melhor protocolo para a escolha de um marinheiro de primeira viagem. Saiba mais sobre os melhores ciclos aqui.


Não só a testosterona produzirá os ganhos que a maioria dos iniciantes está procurando - como 20-30 libras de ganhos musculares, como também incríveis aumentos de força. Além disso, a testosterona também não tem efeitos negativos no fígado e só aumenta negativamente os níveis de colesterol (em pequeno grau).



Assim, a pressão arterial não vai subir muito com o uso de doses conservadoras. Para quem decide por um ciclo de testosterona como primeiro ciclo, não existe necessidade de ir além de 7 semanas de uso, e ir acima de 500mg de testosterona por semana. Os fisiculturistas de elite podem tomar o dobro desta dose confortavelmente, no entanto, um iniciante será mais suscetível aos efeitos colaterais (já que não teve tempo de desenvolver tolerância). Veja mais sobre os efeitos colaterais em iniciantes no e-book guia dos venenos.


Os usuários podem usar qualquer éster de testosterona e obter ganhos excepcionais. O éster não determinará seus resultados como tal, embora possa fazer a diferença na rapidez com que você ganha músculos nos estágios iniciais do seu ciclo (ao usar ésteres curtos).


Efeitos colaterais do primeiro ciclo com testosterona


Aqueles que decidem tomar testosterona como primeiro ciclo devem executar uma TPC após seu ciclo, pois os níveis de testosterona endógena serão afetados. Geralmente, os níveis naturais retornam aos níveis máximos vários meses após o término de um ciclo. No entanto, ao administrar uma TPC eficaz, esses efeitos podem durar apenas 1-2 meses antes que os níveis hormonais de uma pessoa voltem a funcionar totalmente.



A testosterona se converte em estrogênio, portanto, alguma retenção de água é esperada. Também existe o risco de ginecomastia, devido ao aumento desse hormônio feminino.

Acne e queda de cabelo (no couro cabeludo) também são sintomas comuns entre os usuários, devido à testosterona ter uma quantidade moderada de propriedades androgênicas.


Primeiro Ciclo de esteroide OXANDROLONA

Anavar ou oxandrolona é outro primeiro ciclo de esteroide adequado, comum entre homens e mulheres. A oxandrolona pode ser escolhida se grandes ganhos de músculo e força não forem necessários, mas sim a preferência por mais perda de gordura e menores ganhos em tamanho e força. Oxandrolona é um dos esteroides mais recomendados para um iniciante tomar, devido aos seus leves efeitos colaterais. Portanto, é raro que os usuários experimentem complicações com a oxandrolona (quando tomado com responsabilidade).


 



 

Geralmente são recomendados ciclos por 6 semanas de 40 mg de oxandrolona juntamente com proviron 50 mg por dia. porquê disso? Porque o proviron será um agente de poder protetivo. Ele vai aumentar a testosterona livre se ligando no SHBG e inutilizando-o. Como tem menos SHBG, a testosterona fica mais livre e com a testosterona mais livre, você consegue mais resultados.

A testosterona e muitos outros esteroides são inadequados para as mulheres, porque podem causar efeitos de virilização - como clitóris aumentado, voz grave, redução do tamanho dos seios e aumento dos pelos corporais. No entanto, a oxandrolona raramente causa virilização em mulheres quando tomam doses modestas.


Um ciclo de oxandrolona tem o poder de reduzir significativamente a porcentagem de gordura corporal de uma pessoa, ao mesmo tempo que adiciona de 10 a 15 libras de massa muscular. Seus efeitos anabólicos são consideravelmente menores em comparação com esteroides de volume, como testosterona, dianabol, Anadrol etc.; no entanto, os ganhos em tamanho e força não devem ser ridicularizados. Oxandrolona é geralmente classificado como um esteroide de cutting, devido aos seus efeitos potentes na queima de gordura.


Efeitos colaterais do Primeiro Ciclo com a Oxandrolona


Oxandrolona aumenta os níveis de colesterol, contribuindo para o aumento da pressão arterial. Este efeito, entretanto, é considerado leve (como a testosterona). Todavia, os usuários ainda são recomendados a tomar 4 gramas de óleo de peixe por dia para uma saúde cardiovascular ideal.

Oxandrolona também causa uma redução dramática nos níveis naturais de testosterona, mas não fecha o eixo hormonal totalmente (como outros esteroides fazem). Assim, uma TPC pode ser utilizada, porém não é obrigatória. Aqueles que desejam restaurar sua testosterona mais cedo podem tomar clomid após o ciclo.


As mulheres também podem ter sintomas semelhantes aos de um acidente pós-ciclo, portanto, podem tomar DHEA para recuperar seus níveis naturais de testo.


ATENÇÃO: MUITO IMPORTANTE ⚠

  • ESSA POSTAGEM NÃO TÊM INTUITO DE LHE ORIENTAR A FAZER NADA. É APENAS PARA INFORMAR SOBRE RECURSOS ERGOGÊNICOS E O SEU MODO DE UTILIZAÇÃO.

  • BUSQUE UM MÉDICO PARA QUE ELE LHE ORIENTE DA MELHOR MANEIRA POSSÍVEL.

  • NÃO FAÇA NADA SEM ACOMPANHAMENTO MÉDICO. NAÕ TENHA ESSAS INFORMAÇÕES COMO REGRA. SEMPRE PROCURE UM PROFISSIONAL DA ÁREA PARA LHE ORIENTAR.

  • ESSA POSTAGEM É APENAS PARA INFORMAR, REFORÇANDO, NÃO FAZEMOS APOLOGIA A NADA.

  • NAÕ COMERCIALIZAMOS NENHUM TIPO DE SUBSTÂNCIA ERGOGÊNICA.


SAIBA MAIS :



Então gostou dessa postagem?


SIM, NÃO , MAIS OU MENOS? Compartilhe com os amigos , mande-nos uma mensagem, siga-nos nas nossas redes sociais. Se você gostou dessa postagem deixe seu comentário, inscreva-se no nosso canal do youtube e siga a gente no Instagram.

Se quiser mais informações como essa em um nível muito mais detalhado FAÇA PARTE DO CLUBE DE MEMBROS VIP e tire todas as suas dúvidas sobre recursos ergogênicos, TPV, treino, suplementação e muito mais clque aqui e faça parte do CLUBE DE MEMBROS VIP.




 

Referências:

  1. William Llewellyn (2011). Anabolizantes . Molecular Nutrition Llc. pp. 517–. ISBN 978-0-9828280-1-4.

  2. ^ Vá até:a b chttps://www.drugs.com/international/dromostanolone.html[ link morto permanente ]

  3. ^ Kicman AT (2008). Pharmacology of anabolic steroids . Br. J. Pharmacol . 154 (3): 502–21. doi : 10.1038 / bjp.2008.165 . PMC 2439524 . PMID 18500378 .

  4. ^ Vá até:a b Ringold, HJ; Batres, E .; Halpern, O .; Necoechea, E. (1959). "Steroids. CV.12-Methyl and 2-Hydroxymethylene-androstane Derivatives". Jornal da American Chemical Society. 81(2): 427–432. doi:10.1021 / ja01511a040. ISSN 0002-7863.

  5. ^ Vá até:a b William Andrew Publishing (22 de outubro de 2013). Pharmaceutical Manufacturing Encyclopedia, 3rd Edition . Elsevier. pp. 1402–. ISBN 978-0-8155-1856-3.

  6. ^ Vá até:a b Steven B. Karch, MD, FFFLM (21 de dezembro de 2006). Drug Abuse Handbook, Second Edition . CRC Press. pp. 30–. ISBN 978-1-4200-0346-8.

  7. ^ "Livro alaranjado: Produtos de droga aprovados com avaliações de equivalência terapêutica" . www.accessdata.fda.gov . Página visitada em 2016-03-15 .

  8. ^ "Drostanolona (PIM 901)" . www.inchem.org . Página visitada em 2016-03-15 .

  9. ^ Vá até:a b c d e J. Elks (14 de novembro de 2014). O Dicionário de Drogas: Dados Químicos: Dados Químicos, Estruturas e Bibliografias . Springer. pp. 652–. ISBN 978-1-4757-2085-3.

  10. ^ Vá até:a b c d e f g Index Nominum 2000: International Drug Directory . Taylor e Francis. Janeiro de 2000. pp. 377–. ISBN 978-3-88763-075-1.

  11. ^ Vá até:a b I.K. Morton; Judith M. Hall (6 de dezembro de 2012). Dicionário conciso de agentes farmacológicos: propriedades e sinônimos . Springer Science & Business Media. pp. 106–. ISBN 978-94-011-4439-1.

  12. Pedro Ruiz; Eric C. Strain (2011). Lowinson and Ruiz's Substance Abuse: A Comprehensive Textbook. Lippincott Williams & Wilkins. pp. 358–. ISBN 978-1-60547-277-5.

  13. ^ Jump up to:a b c d e f J. Elks (14 November 2014). The Dictionary of Drugs: Chemical Data: Chemical Data, Structures and Bibliographies. Springer. pp. 784–. ISBN 978-1-4757-2085-3.

  14. ^ Jump up to:a b c d e f g Index Nominum 2000: International Drug Directory. Taylor & Francis. 2000. pp. 659–661. ISBN 978-3-88763-075-1.

  15. ^ Jump up to:a b c I.K. Morton; Judith M. Hall (6 December 2012). Concise Dictionary of Pharmacological Agents: Properties and Synonyms. Springer Science & Business Media. pp. 178–. ISBN 978-94-011-4439-1.

  16. ^ Jump up to:a b c d e f ghttps://www.drugs.com/international/metenolone.html

  17. ^ Jump up to:a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t William Llewellyn (2011). Anabolics. Molecular Nutrition Llc. pp. 633–. ISBN 978-0-9828280-1-4.

  18. ^ J. Larry Jameson; Leslie J. De Groot (25 February 2015). Endocrinology: Adult and Pediatric E-Book. Elsevier Health Sciences. pp. 2388–. ISBN 978-0-323-32195-2.

  19. ^ Jump up to:a b Kicman AT (2008). "Pharmacology of anabolic steroids". Br. J. Pharmacol. 154 (3): 502–21. doi:10.1038/bjp.2008.165. PMC 2439524. PMID 18500378.

  20. ^ Kennedy, B. J.; Yarbro, John W. (1968). "Effect of methenolone enanthate (NSC-64967) in advanced cancer of the breast". Cancer. 21 (2): 197–201. doi:10.1002/1097-0142(196802)21:2<197::AID-CNCR2820210207>3.0.CO;2-R. ISSN 0008-543X. PMID 4952912.

  21. ^ Notter, G. (1975). "Treatment of Disseminated Carcinoma of the Breast by Metenolone Enanthate". Acta Radiologica: Therapy, Physics, Biology. 14 (6): 545–551. doi:10.3109/02841867509132696. ISSN 0567-8064. PMID 1224996.

  22. ^ van Breda E, Keizer HA, Kuipers H, Wolffenbuttel BH (Apr 2003). "Androgenic anabolic steroid use and severe hypothalamic-pituitary dysfunction: a case study". Int J Sports Med. 24 (3): 195–196. doi:10.1055/s-2003-39089. PMID 12740738.

  23. Miller CP, Shomali M, Lyttle CR, O'Dea LS, Herendeen H, Gallacher K, Paquin D, Compton DR, Sahoo B, Kerrigan SA, Burge MS, Nickels M, Green JL, Katzenellenbogen JA, Tchesnokov A, Hattersley G (February 2011). "Design, Synthesis, and Preclinical Characterization of the Selective Androgen Receptor Modulator (SARM) RAD140". ACS Medicinal Chemistry Letters. 2 (2): 124–9. doi:10.1021/ml1002508. PMC 4018048. PMID 24900290.

  24. ^ Yin D, Xu H, He Y, Kirkovsky LI, Miller DD, Dalton JT (March 2003). "Pharmacology, pharmacokinetics, and metabolism of acetothiolutamide, a novel nonsteroidal agonist for the androgen receptor". The Journal of Pharmacology and Experimental Therapeutics. 304 (3): 1323–33. doi:10.1124/jpet.102.040832. PMID 12604713.

  25. ^ Kearbey JD, Gao W, Narayanan R, Fisher SJ, Wu D, Miller DD, Dalton JT (February 2007). "Selective Androgen Receptor Modulator (SARM) treatment prevents bone loss and reduces body fat in ovariectomized rats". Pharmaceutical Research. 24(2): 328–35. doi:10.1007/s11095-006-9152-9. PMC 2039878. PMID 17063395.