top of page

Remada Articulada: Aprenda a Executar Corretamente e Alcance Resultados Incríveis na Musculação

A remada articulada é um dos exercícios mais eficazes para trabalhar os músculos das costas, ombros e braços. É uma excelente opção para quem quer desenvolver massa muscular, definição e força, além de melhorar a postura e a estabilidade da coluna. Neste artigo, vamos mostrar como executar corretamente a remada articulada, os músculos trabalhados, as técnicas para usar, os músculos sinérgicos, a quantidade de repetições e séries recomendadas e dicas para tornar o seu treino ainda mais eficaz. Acompanhe!



O QUE É A REMADA ARTICULADA


Remada Articulada

A remada articulada é uma variação do exercício de remada que é projetada para trabalhar os músculos das costas de uma maneira ligeiramente diferente.


A principal característica da remada articulada é a inclusão de um movimento mais complexo e dinâmico que envolve tanto a articulação do ombro quanto a do cotovelo.


Esta variação pode ser realizada com halteres, barras ou cabos, e é conhecida por sua eficácia em mirar músculos específicos das costas.


O termo "articulada" na remada articulada refere-se ao movimento das várias articulações envolvidas no exercício. Ao contrário da remada sentada tradicional, que é realizada com uma postura mais estática, a remada articulada exige que o praticante execute uma inclinação para frente e uma extensão para trás durante o movimento.


Essa combinação de ações articulares promove uma contração muscular mais intensa e um maior grau de ativação muscular.


No que diz respeito à execução, a remada articulada começa com o levantador de peso inclinando-se para frente a partir da cintura, mantendo a coluna reta e o core engajado. Os pesos são segurados com as mãos voltadas para o corpo, e os braços são deixados cair em direção ao chão.


A partir desta posição, o exercício envolve puxar os pesos em direção ao tronco, mantendo os cotovelos perto do corpo.


Durante a remada articulada, os músculos das costas, principalmente o latíssimo do dorso, são os principais alvos. O movimento de puxar os pesos para cima ativa fortemente esses músculos, promovendo um fortalecimento eficaz.



A natureza dinâmica da remada articulada também permite que o praticante ajuste o ângulo de puxada, o que pode ajudar a focar em diferentes partes dos músculos das costas.


Além dos lats, a remada articulada também trabalha os trapézios e os romboides. Esses músculos são cruciais para a movimentação e estabilização das escápulas.


A remada articulada auxilia na melhoria da mobilidade da escápula, que é importante para muitos movimentos do dia a dia e para a realização de outros exercícios de musculação.


Os bíceps também recebem estímulo significativo durante a remada articulada. Como os braços são usados para puxar os pesos em direção ao corpo, os bíceps trabalham em conjunto com os músculos das costas.


Isso torna a remada articulada um exercício eficiente para quem procura trabalhar múltiplos grupos musculares em um único movimento.


A remada articulada é especialmente útil para desenvolver a força funcional, pois o movimento articulado imita muitas atividades do cotidiano que envolvem levantar e puxar.


Portanto, além de ser um excelente exercício para construir massa muscular, também auxilia na melhoria da funcionalidade dos músculos em atividades diárias e esportivas.


Para finalizar, é importante destacar que a técnica correta é crucial ao realizar a remada articulada para evitar lesões e maximizar os benefícios do exercício. A pessoa deve sempre garantir que está realizando o movimento de forma controlada, sem balançar os pesos ou usar o impulso para levantá-los.


Incorporar a remada articulada em uma rotina de treinamento pode proporcionar um estímulo renovado aos músculos das costas e contribuir para um desenvolvimento muscular mais harmonioso e equilibrado.


Músculos trabalhados na Remada Articulada


Remada Articulada

A remada articulada é um exercício de força que alveja múltiplos grupos musculares, tornando-se um componente integral de muitos programas de treino. Este exercício não só melhora a estética muscular mas também contribui para a funcionalidade e a performance atlética.


A seguir, detalharei os músculos trabalhados durante a realização da remada articulada, garantindo entendimento completo sobre os benefícios deste movimento.


O primeiro e mais evidente grupo muscular trabalhado pela remada articulada é o latíssimo do dorso. Este grande músculo das costas é essencial para movimentos de puxada e é intensamente ativado durante a remada articulada.


Ao puxar o peso em direção ao tronco, o latíssimo do dorso é responsável pela adução, extensão e rotação interna do ombro, elementos fundamentais para a execução correta do exercício.


Em segundo lugar, os trapézios, que são divididos em três seções - superior, médio e inferior - são trabalhados durante a remada articulada. A ênfase tende a estar nas partes média e inferior, que ajudam na retração e depressão da escápula.


Isso é particularmente benéfico para melhorar a postura e construir uma parte superior das costas mais larga e espessa.


O terceiro grupo muscular importante na remada articulada são os romboides, localizados na parte superior das costas, entre as escápulas. Eles trabalham juntamente com os trapézios para retrair e estabilizar as escápulas, o que é crucial para a segurança e eficiência do movimento.


O fortalecimento desses músculos é essencial para um dorso poderoso e para prevenir problemas de ombro.



Os músculos do ombro, especialmente o deltóide posterior, também são envolvidos na remada articulada. Embora o foco da remada articulada esteja nas costas, o deltóide posterior é acionado durante a fase de puxada do exercício, ajudando na extensão do ombro e proporcionando um desenvolvimento muscular mais equilibrado do complexo do ombro.


A remada articulada também trabalha os bíceps braquiais devido à flexão do cotovelo que é necessária para puxar o peso em direção ao corpo. Isso significa que, além dos músculos das costas, os bíceps também recebem um treino significativo, permitindo que os praticantes otimizem o seu tempo ao trabalhar múltiplos grupos musculares simultaneamente.


Além disso, o antebraço e os músculos da mão são trabalhados na remada articulada como músculos secundários devido à necessidade de uma forte pegada para segurar os pesos ou a barra.


O desenvolvimento desses músculos é crucial para aumentar a força de preensão, que é benéfica para uma variedade de exercícios de treinamento de força e tarefas diárias.


Não se pode esquecer os músculos do core, que incluem o reto abdominal, os oblíquos e o transverso abdominal. Eles são acionados para estabilizar o tronco durante o exercício, proporcionando uma base sólida para o movimento.


Isso mostra que a remada articulada não só trabalha as costas e os braços, mas também envolve o core, reforçando a importância do exercício para o fortalecimento geral do corpo.


Finalmente, alguns músculos das pernas, particularmente os glúteos e os isquiotibiais, atuam isometricamente para manter a posição do corpo durante a remada articulada. Embora o exercício seja focado na parte superior do corpo, a estabilidade fornecida pelos músculos inferiores é fundamental para realizar o movimento de forma eficaz e segura.


Em conclusão, a remada articulada é um exercício altamente eficiente que trabalha uma vasta gama de grupos musculares. Desde as costas, ombros e braços até o core e a estabilização oferecida pelos músculos das pernas, a remada articulada é uma adição valiosa para qualquer rotina de treino, contribuindo para um desenvolvimento muscular harmonioso e funcional.


Benefícios da Remada Articulada



Créditos: Treinador Morin


A remada articulada é um exercício compreensivo que oferece diversos benefícios para quem a inclui regularmente em suas rotinas de treinamento. Vamos explorar, em oito parágrafos detalhados, os benefícios dessa poderosa atividade.


Primeiramente, a remada articulada é uma excelente ferramenta para o fortalecimento e desenvolvimento muscular das costas. Ao focar nos músculos latíssimo do dorso, trapézios, romboides e eretores da espinha, este exercício contribui significativamente para uma musculatura dorsal forte e bem definida, essencial para uma boa postura e para a realização de atividades diárias com mais eficiência e menos risco de lesões.


Em segundo lugar, a remada articulada promove a hipertrofia do bíceps e dos antebraços, uma vez que esses músculos são ativamente recrutados durante a fase de puxada do exercício.


Isso não apenas contribui para um equilíbrio estético dos membros superiores, mas também melhora a força de preensão, que é fundamental para uma variedade de outras atividades, sejam elas esportivas ou cotidianas.


O terceiro benefício da remada articulada é a melhoria da postura. O exercício ajuda a corrigir desequilíbrios musculares que podem ser causados pelo estilo de vida sedentário ou por longos períodos sentados.


Ao fortalecer os músculos das costas, especialmente os que são responsáveis pela retração da escápula, a remada articulada pode aliviar a tensão nos ombros e no pescoço e promover uma postura mais ereta.



Além de beneficiar a musculatura, a remada articulada também é um exercício que pode melhorar a saúde das articulações. Ao realizar o movimento corretamente, você estará promovendo a mobilidade das articulações do ombro e dos cotovelos e fortalecendo as estruturas de suporte, o que pode ajudar a prevenir lesões nesses locais.


O quinto benefício está na versatilidade do exercício. A remada articulada pode ser realizada com diferentes equipamentos — como barra, halteres, máquinas ou até com bandas de resistência — o que permite uma variedade no treinamento e a possibilidade de adaptar o exercício a diferentes níveis de habilidade e objetivos de treino.


O sexto ponto positivo da remada articulada é a sua eficácia para o treinamento funcional. O exercício simula movimentos de puxar que são comuns em atividades diárias e esportes, melhorando assim a capacidade funcional do corpo para executar esses movimentos com mais força e eficiência, o que pode resultar em um desempenho melhor em diversas tarefas e modalidades esportivas.


Outro benefício importante é o potencial da remada articulada para aumentar a força geral do corpo. Por ser um exercício composto, ele não apenas trabalha múltiplos grupos musculares de uma só vez, mas também estimula o sistema nervoso central, o que pode levar a um aumento na produção de hormônios anabólicos, como a testosterona e o hormônio do crescimento, fundamentais para o ganho de força e massa muscular.


Por fim, a remada articulada pode ser importante na prevenção e na reabilitação de lesões. Ao fortalecer as costas e melhorar a postura, o exercício ajuda a distribuir o estresse mecânico de maneira mais eficiente pelo corpo, diminuindo a carga excessiva sobre a coluna vertebral e prevenindo dores lombares.


Para indivíduos que já estão se recuperando de lesões, a remada articulada, quando executada com técnica e peso apropriados, pode ser integrada ao programa de reabilitação para recuperar a força e a funcionalidade dos músculos afetados.


Incluir a remada articulada no treino, portanto, transcende a construção muscular, abrangendo uma série de benefícios que podem melhorar significativamente a qualidade de vida, a performance atlética e a saúde geral do praticante.


COMO FAZER A REMADA ARTICULADA

Remada Articulada

A remada articulada é um exercício poderoso para fortalecer e definir os músculos das costas. Para realizá-la de forma efetiva, é essencial seguir uma técnica correta, que garantirá não apenas a segurança durante a execução, mas também a máxima eficácia do treino. Vamos detalhar passo a passo como executar a remada articulada de maneira adequada.


Primeiramente, a preparação para a remada articulada começa com a escolha do equipamento correto. Você pode utilizar uma barra, halteres ou uma máquina específica para remadas.

Independentemente do equipamento, é importante selecionar um peso que seja desafiador, mas que permita manter a técnica correta durante todas as repetições.


No segundo passo, posicione-se corretamente. Se estiver utilizando halteres ou uma barra, comece com os pés afastados na largura dos ombros. Incline o tronco para a frente, a partir dos quadris, mantendo uma leve flexão nos joelhos.


É crucial manter a coluna em uma posição neutra, sem arquear ou curvar as costas, para evitar lesões e garantir que os músculos certos sejam trabalhados.


No terceiro passo, segure o equipamento com as mãos um pouco mais afastadas do que a largura dos ombros. Se estiver usando uma barra, as palmas das mãos devem estar voltadas para baixo. Com halteres, você pode optar por um aperto neutro, com as palmas voltadas uma para a outra.



Em ambas as situações, mantenha os braços estendidos, permitindo que o equipamento fique na altura dos joelhos ou logo abaixo.


O quarto passo é iniciar a remada articulada propriamente dita. Engaje o core para manter a estabilidade e puxe o peso em direção ao abdômen. Os cotovelos devem passar próximos ao corpo e apontar para o teto. É importante focar em utilizar os músculos das costas para realizar o movimento, e não apenas os braços.


No quinto passo, concentre-se na contração dos músculos das costas no ponto mais alto do movimento. Uma breve pausa no topo, com os músculos completamente contraídos, pode aumentar a intensidade do exercício. Essa contração é crucial para ativar todos os músculos-alvo da remada articulada.


No sexto passo, abaixe o peso controladamente de volta à posição inicial. É tentador deixar a gravidade fazer o trabalho nesta fase, mas abaixar o peso lentamente aumentará o tempo sob tensão nos músculos das costas, o que pode ajudar no crescimento muscular.


No sétimo passo, mantenha a respiração alinhada com o movimento. Inspire ao abaixar o peso e expire ao puxar o peso em direção ao corpo. A respiração correta pode ajudar a manter a força e a estabilidade durante o exercício.


Por fim, no oitavo passo, repita o movimento para o número desejado de repetições. É importante manter a forma e a técnica corretas durante toda a série. Se começar a perder a forma, reduza o peso ou o número de repetições para evitar lesões.


A remada articulada é um exercício versátil que pode ser ajustado para se adequar a diferentes níveis de habilidade e objetivos de treino. Ao seguir estes passos detalhados, você garantirá uma execução segura e eficaz, permitindo que desfrute dos plenos benefícios deste movimento fundamental para o fortalecimento das costas.


Qual aparelho substitui a remada articulada?


A remada articulada é um exercício composto que tem como foco principal os músculos das costas, mas também envolve o bíceps e os músculos do core.


Embora seja tradicionalmente realizada com halteres ou uma barra, há equipamentos de ginástica projetados para simular o movimento da remada articulada, oferecendo alternativas eficazes para quem procura variar o treinamento ou precisa de um suporte adicional devido a restrições físicas.


Um dos aparelhos que substitui a remada articulada é a máquina de remada sentada. Esta máquina permite que o usuário execute o movimento de puxar em um ângulo fixo, o que pode ser especialmente benéfico para iniciantes que ainda estão aprendendo sobre a forma correta e a postura durante a execução do exercício.


A remada sentada em máquina mantém a coluna em uma posição estável e reduz o risco de lesões, facilitando o foco na contração muscular das costas.

Outra alternativa eficaz é a máquina de remada com cabo, também conhecida como "cable row".


Este equipamento usa um sistema de polias que permite um movimento mais fluido e contínuo, imitando de perto a remada articulada com halteres ou barra. A resistência pode ser facilmente ajustada, o que torna o cable row uma opção versátil para todos os níveis de condicionamento físico.


A máquina Smith também oferece uma opção segura e controlada para a remada articulada. Com a barra fixa em trilhos, a máquina Smith minimiza as chances de erro na trajetória do movimento, o que pode ser útil para manter a técnica correta e evitar lesões.


Além disso, ela permite que o praticante se concentre exclusivamente na força e na contração dos músculos das costas sem se preocupar com a estabilização do peso.


O aparelho de remada T-bar é outra alternativa que simula bem a remada articulada. Este equipamento é projetado para permitir que o usuário execute o movimento de remada com um ângulo e uma pegada que mimetizam a versão com barra livre, mas com o peso ancorado em um ponto fixo, proporcionando um movimento mais controlado e ajudando a manter a postura adequada.



Para os interessados em uma opção que ofereça um padrão de movimento unilateral e ajude a corrigir desequilíbrios musculares, a remada com máquina Hammer Strength pode ser a escolha ideal. Este equipamento permite trabalhar um lado de cada vez ou ambos simultaneamente, e sua biomecânica é projetada para imitar o movimento natural do corpo.


A remada em pé com a máquina Smith é uma variação que também pode substituir a remada articulada. Este exercício é realizado de pé, com a barra fixada na máquina Smith, e simula a remada articulada com a vantagem de um caminho guiado, o que pode ajudar na aprendizagem e execução do movimento para iniciantes ou para aqueles que estão se recuperando de lesões.



Para quem prefere uma alternativa que envolva um desafio de estabilização semelhante ao da remada articulada com pesos livres, a remada com halteres em um banco inclinado pode ser uma excelente substituição.


Este exercício, embora não seja feito em um aparelho específico, permite uma variação no ângulo e na resistência, proporcionando benefícios similares aos da remada articulada tradicional.


Por último, o uso de faixas de resistência ou bandas elásticas pode ser uma alternativa prática e eficiente para a remada articulada.


Ajustando a tensão da banda, é possível imitar a resistência encontrada nos pesos livres ou máquinas, com a vantagem de ser uma opção portátil e facilmente adaptável a diversos ambientes de treino.


Cada um desses equipamentos oferece uma maneira diferente de realizar um exercício semelhante à remada articulada, permitindo que indivíduos de todos os níveis de aptidão física possam fortalecer os músculos das costas de forma eficaz e segura.


É sempre importante considerar os objetivos específicos de treino e as preferências pessoais ao escolher o equipamento mais adequado para substituir a remada articulada em sua rotina de exercícios.


Conclusão


Chegamos ao final de nossa exploração detalhada sobre a remada articulada, um exercício que se mostrou ser uma peça central em qualquer programa de treinamento que vise o desenvolvimento de força, hipertrofia e funcionalidade. Através desta conclusão, sintetizaremos os pontos-chave e reafirmaremos a importância de incorporar a remada articulada em sua rotina de exercícios.


Em primeiro lugar, reconhecemos que a remada articulada não é apenas eficaz para construir uma musculatura robusta e definida nas costas, mas também para otimizar a força em uma variedade de grupos musculares. Esta abordagem holística ao treinamento assegura que múltiplos aspectos da condição física são atendidos, desde a estética até a performance atlética.


Em segundo lugar, a remada articulada é um baluarte contra os desafios posturais impostos pelo estilo de vida moderno. Ao contrabalançar as tendências de curvatura e tensão nos ombros e pescoço, o exercício não apenas melhora a aparência, mas também combate o desconforto que pode surgir de uma postura inadequada. A longo prazo, isso pode significar uma maior qualidade de vida e um menor risco de lesões crônicas.


Terceiro, a versatilidade da remada articulada permite sua inclusão em praticamente qualquer programa de treinamento. Sua adaptabilidade a diferentes equipamentos e níveis de habilidade torna-a acessível para uma ampla gama de pessoas, o que é essencial para a inclusão e a promoção da saúde e do bem-estar através do exercício.


Ademais, não podemos subestimar o valor da remada articulada no desenvolvimento de uma maior mobilidade articular e na saúde das articulações. A execução correta do exercício promove um movimento articular adequado e fortalece as estruturas de suporte, resultando em um corpo mais resiliente.


A remada articulada também se destaca como um componente chave do treinamento funcional. Ao imitar movimentos naturais de puxar, o exercício aprimora habilidades que são transferíveis para atividades cotidianas, tornando-o um investimento prático no treinamento de força.

Aumentar a força geral do corpo é outro benefício inegável deste exercício.


A remada articulada incita uma resposta anabólica no corpo, favorecendo o ganho de força e massa muscular, e estabelecendo uma base sólida para o avanço em outros exercícios e atividades físicas.


Além disso, a remada articulada serve como uma medida preventiva e reabilitativa, protegendo contra lesões e auxiliando no retorno de lesões existentes. A inclusão estratégica desse exercício em programas de reabilitação pode acelerar a recuperação e fortalecer o corpo contra futuras adversidades.


Em suma, a remada articulada é uma adição valiosa para qualquer regime de fitness, trazendo um espectro amplo de benefícios. Seja você um atleta de alto desempenho ou alguém em busca de uma vida mais ativa e saudável, a remada articulada tem um lugar de destaque na sua rotina de treinamento. A incorporação desse exercício multifacetado pode ser a chave para desbloquear o seu potencial físico e alcançar um bem-estar abrangente.


 

Você pode Se Interessar por: ⤵

 

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page