top of page

Treino AB: O que é e como funciona esse tipo de treinamento?

Você já ouviu falar em treino AB? Se você está buscando um treinamento eficiente e versátil para trabalhar diferentes grupos musculares em um mesmo treino, o treino AB pode ser a solução.


Ele é um método que vem ganhando cada vez mais espaço nas academias e centros de treinamento, e consiste em dividir o treino em dois grupos: A (parte superior do corpo) e B (parte inferior do corpo), alternando-os nos treinos.


Essa prática traz uma série de benefícios, como o aumento da eficiência do treinamento, menor tempo de treino e a possibilidade de variar o treino e evitar o tédio.


Neste artigo, vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre o treino AB, desde o que é até como montar um treino eficiente e seguro, além de exemplos de treinos para iniciantes, intermediários e avançados.


Venha conosco e descubra uma nova forma de treinar!


Treino AB: O que é e como funciona esse tipo de treinamento?

Introdução:


O treinamento AB é um método de treinamento físico que se concentra na divisão do treino em dois grupos: A, que trabalha a parte superior do corpo, e B, que trabalha a parte inferior. O objetivo é alternar esses grupos de forma estratégica nos treinos, com o objetivo de aumentar a eficiência do treinamento, reduzir o tempo de treino e proporcionar uma variedade de exercícios.


Entre os benefícios do treinamento AB, destacam-se a melhora da força e resistência abdominal, da postura e estabilidade corporal, além de aumentar a eficiência do treinamento. O treinamento AB é uma ótima opção para quem busca diversificar a rotina de exercícios e otimizar seus resultados.


Neste artigo, vamos abordar tudo o que você precisa saber sobre o treinamento AB, desde o que é até como montar um treino eficiente e seguro. Iremos explicar a diferença entre o treinamento AB e outros tipos de treinamento, bem como seus benefícios, que vão desde a melhora da força e resistência abdominal até a estabilidade corporal e postural.


Também vamos detalhar como montar um treino AB, com exemplos para iniciantes, intermediários e avançados, e quais são os cuidados e precauções necessárias para uma prática segura e efetiva. Acompanhe este artigo e descubra uma nova forma de treinar!


O que é treino AB?


Definição do treino AB:


O treinamento AB consiste em dividir o treino em dois grupos: A e B. O grupo A trabalha a parte superior do corpo, incluindo peito, costas, ombros e braços, enquanto o grupo B trabalha a parte inferior do corpo, incluindo pernas, glúteos e abdominais.


A ideia é alternar esses grupos de forma estratégica nos treinos, permitindo que o corpo descanse enquanto trabalha outras partes. Dessa forma, é possível realizar um treino completo e eficiente, trabalhando diferentes grupos musculares em um mesmo treino.


O treinamento AB pode ser adaptado para diferentes níveis de condicionamento físico e objetivos, tornando-se uma opção versátil para quem busca diversificar a rotina de exercícios.


Como é diferente dos outros tipos de treinamento:


O treinamento AB é diferente de outros tipos de treinamento, como o treinamento dividido em partes (split) ou o treinamento de corpo inteiro. A principal diferença é que no treinamento AB, a divisão do treino é feita em dois grupos, alternando-os nos treinos. Dessa forma, é possível trabalhar diferentes grupos musculares em um mesmo treino, tornando-o mais eficiente e diversificado.


Já no treinamento dividido em partes (split), o treino é dividido em partes específicas, como pernas, braços, costas, ombros, entre outras, e cada parte é treinada em dias diferentes da semana. Esse método é mais indicado para pessoas que têm objetivos específicos, como ganhar massa muscular em determinadas partes do corpo.


No treinamento de corpo inteiro, todas as partes do corpo são trabalhadas em um mesmo treino. Esse método é mais indicado para iniciantes ou pessoas que têm menos tempo disponível para treinar, pois permite que o corpo seja treinado de forma completa em um único treino.


Assim, o treinamento AB se diferencia dos outros tipos de treinamento por ser mais versátil e eficiente, permitindo a trabalhar diferentes grupos musculares em um mesmo treino.


Como é possível treinar diferentes partes do corpo em um mesmo treino:


No treinamento AB, é possível treinar diferentes partes do corpo em um mesmo treino devido à divisão do treino em dois grupos: A e B. O grupo A trabalha a parte superior do corpo, enquanto o grupo B trabalha a parte inferior do corpo. Dessa forma, é possível incluir uma grande variedade de exercícios em um mesmo treino, com foco em diferentes grupos musculares, sem sobrecarregar o corpo.


Alguns exemplos de exercícios para o grupo A (parte superior do corpo) incluem supino, barra fixa, desenvolvimento militar e rosca direta, enquanto alguns exemplos de exercícios para o grupo B (parte inferior do corpo) incluem agachamento, leg press, stiff e panturrilha.


Combinando esses exercícios em um mesmo treino AB, é possível trabalhar diferentes grupos musculares, como peito, costas, ombros, braços, pernas, glúteos e abdominais, tornando o treino mais completo e eficiente. A alternância entre os grupos A e B também permite que o corpo descanse enquanto trabalha outras partes, o que contribui para uma recuperação mais rápida e uma redução do risco de lesões.


 

Treino AB


 

Benefícios do treino AB


Treino AB: O que é e como funciona esse tipo de treinamento?

Aumento da eficiência do treinamento:


O treinamento AB é uma excelente opção para aumentar a eficiência do treinamento, já que permite trabalhar diferentes grupos musculares em um mesmo treino. Além disso, ao alternar os grupos A e B, é possível permitir que o corpo descanse enquanto trabalha outras partes, contribuindo para uma recuperação mais rápida e reduzindo o risco de lesões.


Outra forma de aumentar a eficiência do treinamento AB é incluir exercícios compostos, que trabalham mais de um grupo muscular ao mesmo tempo. Isso permite que o treino seja mais completo e intenso em menos tempo, já que cada exercício trabalha mais de um músculo ao mesmo tempo.


Além disso, é importante variar os exercícios e a intensidade do treino ao longo do tempo, para evitar que o corpo se adapte e estacione em um mesmo nível de desempenho. Isso pode ser feito através da variação dos exercícios, do aumento da carga, da redução do tempo de descanso entre as séries, entre outras técnicas.


Em resumo, o treinamento AB permite aumentar a eficiência do treinamento através da combinação de exercícios que trabalham diferentes grupos musculares, da inclusão de exercícios compostos e da variação do treino ao longo do tempo.


Menor tempo de treino:



O treinamento AB também é uma excelente opção para quem tem pouco tempo disponível para treinar, já que permite trabalhar diferentes grupos musculares em um mesmo treino, tornando-o mais eficiente e reduzindo o tempo necessário para alcançar resultados.


Combinando exercícios que trabalham diferentes grupos musculares em um mesmo treino, é possível treinar o corpo de forma mais completa e intensa em um tempo reduzido, sem comprometer os resultados.


Além disso, a alternância entre os grupos A e B permite que o corpo descanse enquanto trabalha outras partes, o que contribui para uma recuperação mais rápida e uma redução do tempo total de treino.


Para reduzir ainda mais o tempo de treino, é possível incluir exercícios compostos, que trabalham mais de um grupo muscular ao mesmo tempo, e reduzir o tempo de descanso entre as séries, mantendo a intensidade do treino.


Porém, é importante lembrar que mesmo em um treinamento AB com menor tempo de treino, é necessário manter a técnica correta dos exercícios e o uso de cargas adequadas, para evitar lesões e garantir resultados efetivos.


Possibilidade de variar o treino e evitar o tédio:


Uma das grandes vantagens do treinamento AB é a possibilidade de variar o treino e evitar o tédio, já que é possível incluir uma grande variedade de exercícios em um mesmo treino, com foco em diferentes grupos musculares.


Além disso, a alternância entre os grupos A e B permite que o treino seja mais dinâmico e interessante, já que não se repete a mesma sequência de exercícios todos os dias.


É possível, por exemplo, incluir exercícios diferentes para cada grupo a cada treino, ou ainda variar a ordem dos exercícios dentro de cada grupo.


Outra forma de evitar o tédio no treinamento AB é variar a intensidade do treino ao longo do tempo, por exemplo, aumentando a carga, reduzindo o tempo de descanso entre as séries ou incluindo técnicas avançadas de treinamento, como drop sets, super sets, entre outras.


Por fim, é importante lembrar que o treinamento AB não precisa ser o único tipo de treinamento utilizado, e que a combinação de diferentes tipos de treino pode ser uma excelente opção para manter a motivação e evitar o tédio.


Melhora da força e resistência abdominal:


O treinamento AB é uma excelente opção para melhorar a força e resistência abdominal, já que inclui exercícios específicos para os músculos do core, como pranchas, abdominais, flexões laterais e outros.


Ao realizar esses exercícios de forma regular e progressiva, é possível fortalecer os músculos abdominais, o que contribui para uma melhor postura, redução do risco de lesões e aumento do desempenho em outras atividades físicas.


Além disso, o treinamento AB pode ajudar a melhorar a resistência abdominal, já que a combinação de diferentes exercícios e a alternância entre os grupos A e B podem contribuir para um treino mais intenso e completo.


Com o tempo, o corpo se adapta e se torna mais capaz de realizar exercícios com alta intensidade e resistência, o que reflete em uma melhora geral da resistência abdominal.


No entanto, é importante lembrar que a melhora da força e resistência abdominal depende de uma combinação de fatores, como a regularidade do treino, o uso de cargas adequadas, a técnica correta dos exercícios e uma alimentação balanceada.


Melhora da postura e estabilidade corporal:


O treinamento AB também pode ajudar a melhorar a postura e estabilidade corporal, uma vez que trabalha diretamente os músculos do core, que são responsáveis por manter a estabilidade e equilíbrio do corpo durante movimentos e atividades cotidianas.


Ao fortalecer os músculos do core por meio de exercícios específicos, o treinamento AB ajuda a melhorar a postura, reduzir o risco de lesões e dores nas costas e aumentar a estabilidade corporal em geral.


Os músculos do core também são responsáveis por ajudar a transferir a força gerada pelas pernas e braços para o corpo como um todo, o que é fundamental em atividades físicas que exigem coordenação e equilíbrio, como corrida, natação e musculação.


Por fim, é importante lembrar que a melhora da postura e estabilidade corporal depende de uma combinação de fatores, como a regularidade do treino, o uso de cargas adequadas, a técnica correta dos exercícios e a adoção de hábitos saudáveis, como uma alimentação equilibrada e uma boa qualidade de sono.


Como montar um treino AB


Escolha dos exercícios:


A escolha dos exercícios é fundamental para garantir a eficiência do treinamento AB. É importante selecionar exercícios que trabalhem diferentes grupos musculares, com intensidades e variações adequadas para cada grupo A e B.


Para o grupo A, que normalmente é composto por exercícios para membros superiores, podem ser incluídos exercícios como supino reto, supino inclinado, desenvolvimento militar, rosca direta, entre outros.


Já para o grupo B, que normalmente é composto por exercícios para membros inferiores, podem ser incluídos exercícios como agachamento livre, leg press, extensora, levantamento terra, entre outros.


Além disso, é importante incluir exercícios específicos para os músculos do core, como pranchas, abdominais, flexões laterais, entre outros.


A escolha dos exercícios deve considerar também a intensidade e variação, buscando alternar entre exercícios com cargas mais pesadas e exercícios com foco em resistência muscular, além de variações de ângulo e amplitude de movimento.


Por fim, é importante lembrar que a escolha dos exercícios deve ser orientada por um profissional de educação física, que pode ajudar a montar um treino adequado para o perfil e objetivos de cada pessoa.


Divisão dos grupos musculares:


A divisão dos grupos musculares no treino AB pode variar de acordo com os objetivos e necessidades individuais de cada pessoa. No entanto, uma divisão comum é a seguinte:


Grupo A:

  • Membros superiores, como peitoral, ombros, tríceps e bíceps.

Grupo B:

  • Membros inferiores, como quadríceps, glúteos, isquiotibiais e panturrilhas.

É importante lembrar que o treino AB deve incluir também exercícios específicos para os músculos do core, que são responsáveis por manter a estabilidade e equilíbrio do corpo durante movimentos e atividades cotidianas.


Além disso, é possível incluir exercícios complementares para outros grupos musculares, como costas e abdômen, de acordo com as necessidades individuais de cada pessoa.


A frequência do treino AB também pode variar, mas é comum que seja realizado de duas a três vezes por semana, com um intervalo de pelo menos um dia entre os treinos para permitir a recuperação muscular.


Número de séries e repetições:


O número de séries e repetições no treino AB pode variar de acordo com os objetivos e nível de condicionamento físico de cada pessoa. No entanto, uma recomendação geral é realizar de 3 a 4 séries de cada exercício, com cerca de 8 a 12 repetições por série.


Para exercícios de resistência muscular, como abdominais e pranchas, pode-se aumentar o número de repetições para até 20 por série, ou até a falha muscular.


Além disso, é importante respeitar a intensidade adequada para cada exercício, escolhendo uma carga que permita realizar o número de repetições recomendado com técnica correta e sem fadiga excessiva.


Para garantir a progressão no treinamento, é possível aumentar a carga e/ou número de repetições conforme a evolução do condicionamento físico. No entanto, é importante respeitar a individualidade biológica e evitar sobrecarga excessiva que possa levar a lesões musculares.


Frequência semanal:


A frequência semanal do treino AB pode variar de acordo com os objetivos e disponibilidade de tempo de cada pessoa. No entanto, é comum que o treino seja realizado de duas a três vezes por semana, com um intervalo de pelo menos um dia de descanso entre os treinos para permitir a recuperação muscular.


Para iniciantes, é recomendável começar com duas vezes por semana e aumentar gradualmente para três vezes por semana conforme a evolução do condicionamento físico.


Já para atletas ou pessoas com maior experiência em treinamento, é possível realizar o treino AB até quatro vezes por semana, desde que seja respeitado o intervalo de descanso entre os treinos e a individualidade biológica.


É importante lembrar que a frequência semanal deve ser adequada para permitir a recuperação muscular e evitar o overtraining, que pode levar a lesões musculares e queda no desempenho.


Treino AB: O que é e como funciona esse tipo de treinamento?

Exemplos de treino AB


Treino AB para iniciantes:

Se você é um iniciante no treinamento AB, é importante começar com exercícios simples e de baixa intensidade para permitir que seu corpo se adapte gradualmente ao estímulo de treinamento. Aqui estão alguns exercícios recomendados para um treino AB de iniciantes:


Grupo A:

  • Flexão de braço (ou com apoio de joelhos)

  • Elevação lateral de ombros com halteres leves

  • Tríceps banco

  • Rosca bíceps com halteres leves

Grupo B:

  • Agachamento livre

  • Avanço com halteres leves

  • Panturrilha em pé

  • Abdominal crunch

Realize de 3 a 4 séries de cada exercício, com cerca de 8 a 12 repetições por série. Lembre-se de escolher uma carga que permita realizar as repetições com técnica correta e sem fadiga excessiva.

Para os exercícios de core, como abdominal crunch e prancha, é possível aumentar o número de repetições para até 20 por série, ou até a falha muscular.


Comece com duas vezes por semana e aumente gradualmente para três vezes por semana conforme a evolução do condicionamento físico.


Lembre-se de sempre realizar um aquecimento adequado antes do treino e respeitar o intervalo de descanso entre as séries e treinos para permitir a recuperação muscular.


Treino AB para intermediários:


Para quem já tem uma certa experiência com treinamento AB, é possível incluir exercícios mais complexos e com maior intensidade para desafiar o corpo e promover a evolução do condicionamento físico. Aqui estão alguns exercícios recomendados para um treino AB de intermediários:


Grupo A:

Grupo B:

Realize de 3 a 4 séries de cada exercício, com cerca de 8 a 12 repetições por série. Para os exercícios compostos, como agachamento e desenvolvimento militar, é possível aumentar o número de repetições para até 15 por série.


Para os exercícios de core, como prancha e abdominais, é possível adicionar variações mais desafiadoras, como prancha com rotação ou prancha com elevação de perna.


Mantenha a frequência de treinamento de duas a três vezes por semana, respeitando o intervalo de descanso entre as séries e treinos para permitir a recuperação muscular.


Lembre-se de sempre realizar um aquecimento adequado antes do treino e ajustar a carga de acordo com seu nível de condicionamento físico e capacidade de realização das repetições com técnica correta.


Treino AB para avançados:


Para quem já tem uma boa base de condicionamento físico e busca um treino AB mais desafiador, é possível incluir exercícios avançados e de alta intensidade. Aqui estão alguns exercícios recomendados para um treino AB de avançados:


Grupo A:

Grupo B:

Realize de 3 a 4 séries de cada exercício, com cerca de 6 a 10 repetições por série. Para os exercícios compostos, como agachamento e levantamento terra, é possível aumentar o número de repetições para até 12 por série.


Para os exercícios de core, como prancha e abdominais, é possível adicionar variações mais desafiadoras, como prancha com elevação de perna e braço.


Mantenha a frequência de treinamento de duas a três vezes por semana, respeitando o intervalo de descanso entre as séries e treinos para permitir a recuperação muscular.


Lembre-se de sempre realizar um aquecimento adequado antes do treino e ajustar a carga de acordo com seu nível de condicionamento físico e capacidade de realização das repetições com técnica correta. É importante ter cuidado ao realizar exercícios de alta intensidade e buscar a orientação de um profissional de educação física para evitar lesões.


Treino AB: O que é e como funciona esse tipo de treinamento?

Cuidados e precauções


Importância do aquecimento:


O aquecimento é uma parte fundamental de qualquer treino, inclusive do treinamento AB. Ele tem como objetivo preparar o corpo para o exercício, aumentando a temperatura corporal e preparando os músculos e articulações para a atividade física.


Além disso, um bom aquecimento ajuda a prevenir lesões, já que reduz a rigidez muscular e aumenta a flexibilidade. Também ajuda a melhorar o desempenho durante o treino, aumentando o fluxo sanguíneo e a oxigenação muscular.


O aquecimento pode ser realizado de diversas formas, dependendo do objetivo e das preferências de cada pessoa. Alguns exemplos de exercícios que podem ser incluídos no aquecimento são:

  • Caminhada ou corrida leve;

  • Alongamentos dinâmicos;

  • Exercícios de mobilidade articular;

  • Saltos ou pulos leves;

  • Movimentos de rotação da cintura e dos ombros.

O aquecimento deve durar em torno de 10 a 15 minutos, dependendo da intensidade e do tipo de exercícios escolhidos. É importante respeitar esse tempo para que o corpo esteja realmente preparado para o treino e evitar lesões.


Utilização correta da técnica dos exercícios:


A utilização correta da técnica dos exercícios é essencial para garantir a eficácia do treinamento e evitar lesões. Aqui estão algumas dicas para realizar os exercícios do treinamento AB corretamente:

  1. Postura adequada: Mantenha a coluna vertebral neutra e os ombros para baixo e para trás durante todo o exercício. Evite arredondar as costas ou encurvar o pescoço.

  2. Respiração: Mantenha uma respiração controlada e profunda durante o exercício. Inspire pelo nariz durante a fase concêntrica (quando você contrai o músculo) e expire pela boca durante a fase excêntrica (quando você relaxa o músculo).

  3. Contração muscular: Contraia o músculo alvo de forma controlada e completa durante o movimento, evitando balançar o corpo ou usar impulso.

  4. Variação de carga: Utilize uma carga adequada ao seu nível de condicionamento físico e habilidade para realizar as repetições com técnica correta. É importante aumentar a carga de forma gradual, evitando sobrecarregar o corpo e aumentando o risco de lesões.

  5. Descanso: Respeite o intervalo de descanso entre as séries e entre os exercícios para permitir a recuperação muscular e evitar fadiga excessiva.

  6. Orientação profissional: Busque a orientação de um profissional de educação física para garantir que a técnica dos exercícios esteja correta e que o treinamento esteja adequado às suas necessidades e objetivos.

Lembre-se de que a técnica correta dos exercícios é fundamental para garantir os benefícios do treinamento AB e evitar lesões.


Respeito aos limites do corpo:


É importante respeitar os limites do corpo durante o treinamento AB, especialmente para evitar lesões e garantir o progresso contínuo. Aqui estão algumas dicas para respeitar os limites do corpo durante o treinamento AB:

  1. Comece devagar: Se você é iniciante, comece com cargas e intensidades mais leves e aumente gradualmente ao longo do tempo.

  2. Escute o seu corpo: Preste atenção aos sinais do seu corpo durante o treinamento, como dor ou fadiga excessiva. Pare o exercício imediatamente se sentir dor ou desconforto e busque orientação de um profissional de saúde.

  3. Respeite o tempo de recuperação: Permita que o corpo se recupere adequadamente entre os treinos, respeitando o tempo necessário para a regeneração muscular.

  4. Varie os exercícios: Varie os exercícios do treinamento AB para evitar sobrecarregar os mesmos grupos musculares repetidamente e evitar o risco de lesões.

  5. Mantenha uma alimentação saudável: Uma alimentação saudável e balanceada é fundamental para garantir a energia e os nutrientes necessários para o treinamento. Certifique-se de se alimentar adequadamente antes e depois do treino.

Lembre-se de que o respeito aos limites do corpo é fundamental para garantir a efetividade e a segurança do treinamento AB. Ouça seu corpo e faça ajustes sempre que necessário para garantir que esteja treinando de forma saudável e segura.

Treino AB: O que é e como funciona esse tipo de treinamento?

Conclusão:


Em conclusão, o treinamento AB é uma ótima alternativa para quem busca uma rotina de treino eficiente e variada. Ele pode ser realizado em um curto período de tempo, mas ainda assim trabalha vários grupos musculares ao mesmo tempo, aumentando a eficácia do treino. Além disso, a prática do treino AB pode ajudar a melhorar a postura, a estabilidade corporal, a força e a resistência abdominal.


Ao escolher os exercícios, é importante considerar a técnica correta e os limites do corpo, além de variar os exercícios para evitar o tédio e sobrecarga em determinados grupos musculares.


Independentemente do nível de condicionamento físico, é possível adaptar o treino AB e incluí-lo na rotina de treino. Com a devida orientação e atenção aos limites do corpo, o treino AB pode ser uma opção eficiente e desafiadora para qualquer pessoa que deseja melhorar sua forma física.

Portanto, incentive-se a experimentar o treinamento AB e descubra os benefícios que ele pode trazer para o seu treino e para o seu corpo.

Comentários

Avaliado com 0 de 5 estrelas.
Ainda sem avaliações

Adicione uma avaliação
bottom of page